E a Babel de 24/4


Entre uma e outra nota, estantes decorativas de post. Essa pra morrer de fofura, dos gatos, é uma cortesia Alexandre Matias, garimpada no Bookshelves; a estante em forma de O é do David Garcia Studio, onde cheguei via Twitter do Bruno Porto.


BABEL

Raquel Cozer – O Estado de S.Paulo

Nuvem vulcânica causa edição mais esvaziada de feira

A Feira do Livro de Londres teve a edição mais vazia de sua história graças às nuvens de fumaça expelidas pelo vulcão islandês no dia 15. Com o cancelamento de voos – eles foram liberados apenas no dia 21, o último do evento -, cerca de 70% dos editores não conseguiu chegar à cidade. “Ontem, uma agente inglesa me disse que tinha 15 reuniões agendadas para o dia, mas só eu apareci”, contou na quarta Roberto Feith, da Objetiva, que viajou uma semana antes e descreveu a feira como “um tanto surreal” e “quase sonolenta”. Dos cerca de 40 brasileiros que costumam participar, Feith encontrou apenas dois, Amarylis Manole, da editora que leva o seu nome, e Mauro Palermo, da Globo. Até o encerramento, a Objetiva havia concluído um único negócio, para o selo Alfaguara: True Grit, de Charles Portis, filmado em 1969 e cuja refilmagem, pelos irmãos Coen e com Jeff Bridges no elenco, estreia no fim do ano. Diante do esvaziamento londrino, a expectativa é de que a Feira de Frankfurt, em outubro, será mais concorrida do que nunca.


LITERATURA AMERICANA
William Kennedy no Brasil

A Flip ainda não anunciou, mas William Kennedy está confirmado para o evento, que acontece de 4 a 8 de agosto. A Cosac Naify, que há pouco lançou O Grande Jogo de Billy Phelan, do americano, tem uma edição de Ironweed pronta para pôr nas livrarias, e publica ainda neste ano o terceiro livro do ciclo de Albany que retrata a saga da família Phelan, Velhos Esqueletos.

TRANSMÍDIA
Livro com internet

Ladrão de Cadáveres, primeiro romance inédito de Patricia Melo pela Rocco, será também o primeiro grande lançamento de um autor nacional dentro do conceito de narrativa transmídia, com conteúdo que se desdobra em plataformas. Um blog, que entrará no ar com a publicação do livro, no fim de maio, revelará facetas dos personagens.

LONG-SELLER
Editora compra hit de 1957

A Sextante comprou os direitos de um romance que, lançado em 1957, teve mais de 7 milhões de cópias vendidas nos EUA – 500 mil só em 2009. Atlas Shruged, de Ayn Rand, trata de um futuro em que os EUA sofrem um colapso econômico e enfrentam o declínio da civilização. Sairá por aqui em agosto.

*

A adaptação do romance é assunto em Hollywood desde os anos 70. Em 2008, Angelina Jolie quase ficou com o papel central, mas o roteirista não conseguiu resumir as mil páginas em duas horas de filme. Agora, produtores cogitam Charlize Theron para uma minissérie. Em outros tempos, quiseram o papel Faye Dunaway, Raquel Welch, Farrah Fawcett e Sharon Stone.


ENTREVISTA
Zé Celso e a balada no Oficina

Vinte horas de papo de Miguel de Almeida com José Celso Martinez Corrêa serão editadas em obra dos 50 anos do Teatro Oficina (celebrados, na verdade, em 2009), que a Imprensa Oficial do Estado de SP publica em junho. A certa altura, Zé Celso comenta o período da ditadura em que vendeu ácido no Oficina: “Era sobrevivência. Estava tudo fechado; eu não podia fazer mais nada.”

TRADUÇÃO
O novo romance de Piglia

Ainda não lançado na Argentina, Blanco Nocturno, romance para o qual Ricardo Piglia fez diversas versões ao longo desta década, já teve os direitos garantidos pela Companhia das Letras. A história se passa na guerra das Malvinas, e o título remete às lentes especiais usadas pelos soldados ingleses para enxergarem alvos à noite.

ADAPTAÇÃO
Vampiros abstêmios

O mexicano Alfonso Cuarón, diretor de E Sua Mãe Também, produzirá a adaptação de The Radleys, romance de Matt Haig previsto para sair em julho no exterior. A história se passa numa vila onde vive uma família na qual os pais tentam esconder dos filhos que todos na casa são vampiros. A curiosidade é que a trama foi pensada como roteiro e depois retrabalhada para romance por Haig.

MUDANÇA
Livraria em Mantiqueira

A Livraria da Vila, a livraria oficial da Flip, será neste ano também a oficial do Festival da Mantiqueira, de 28 a 30 de maio. Nos anos anteriores, o título cabia à Saraiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: