No Sabático de 29/5 – parte 1


Depois posto o que mais tem no Sabático de hoje por aqui, incluindo meu texto sobre Os Exércitos, romance colombiano que diz muito sobre o país que passa pelo primeiro turno das eleições amanhã.

Por enquanto, vai a coluna, com mais um braço da Livraria Cultura no Cj. Nacional (e mais um capítulo da novela SOS Cinearte; lembram disso?). E, agora, almoço!

***

BABEL

Raquel Cozer – O Estado de S.Paulo

NEGÓCIOS

Salas do Conjunto Nacional viram Cine Livraria Cultura

A partir de 1.º de agosto, o atual Cine Bombril, no interior do Conjunto Nacional, terá o nome Cine Livraria Cultura. A loja passará a patrocinar as duas salas do cinema, que continuarão a integrar Circuito Cinearte de exibição, de Adhemar Oliveira e Leon Cakoff. Haverá apenas uma pequena reforma antes da reabertura – a mudança maior foi em 2005, quando as salas até então chamadas de Cinearte receberam investimento de R$ 3,2 milhões da empresa de produtos de limpeza.

Com a nova alteração, a Cultura passará a ocupar os dois antigos espaços de cinema da galeria, já que sua atual sede foi construída no lugar do extinto Cine Astor. A novidade torna mais clara a expansão da livraria dentro do pioneiro prédio comercial da Avenida Paulista. A Cultura tem ali o Teatro Eva Herz e outras quatro unidades no térreo – a Arte, a Companhia das Letras, a Record e o Instituto Moreira Salles. Embora a programação de filmes continue a cargo do grupo Cinearte, a Livraria Cultura usará o espaço para palestras, avant-premières e noite de autógrafos .

CONTRATO

Horror brasileiro

A Rocco fechou contrato com André Vianco, raro best-seller nacional nos gêneros terror e fantasia. Lançará neste ano o “policial dark” O Caso Laura e, a partir de 2011, trilogia com “soldados, feiticeiras e deuses”.

Há dez anos, Vianco enviou originais a seis editoras, incluindo Rocco. Após recusas, lançou pela Novo Século o livro Os Sete, entre outros. Logo alcançou sucesso com sagas de vampiros, mas a onda pós-Crepúsculo ajudou: só neste ano, vendeu 120 mil livros.

DIREITOS
O show pôde continuar

And the Show Went On, sobre os anos culturais na Paris ocupada pelo nazismo, sai no exterior só em outubro, mas já teve os direitos garantidos pela Companhia das Letras. Repórter do New York Times por mais de três décadas – parte do tempo sediado no Rio -, Alan Riding nasceu no Brasil, foi criado na Reino Unido e hoje vive na França.

INTERNET
Os festivais no Twitter

“Filhote” do Hay Festival, que ocorre em dez localidades no mundo, a Flip está mais em alta na rede do que seu modelo. A dois meses da festa em Paraty, a página twitter.com/flip_se tem 6.000 seguidores. A twitter.com/hayfestival ainda está nos 3.800, sendo que o principal braço do evento, em Hay-on-Wye, está ocorrendo agora. Para atrair atenção, o Hay convidou Stephen Fry a eleger o “tweet mais bonito” já escrito. O resultado sai no dia 6, ao fim da programação.

ROCK
Tudo sobre The Doors

A Agir lança neste ano The Doors by the Doors, organizado por Ben Fong-Torres, o célebre editor da Rolling Stone que virou personagem no filme Quase Famosos. O livro saiu nos EUA em 2006, por ocasião dos 40 anos do álbum de estreia da banda. Inclui depoimentos dos ex-colegas Ray Manzarek, Robby Krieger e John Densmore, e raras declarações da família de Jim Morrison.

MEMÓRIAS
Retrato de um viciado

A revista New York publicou trecho das memórias de Bill Clegg, agente literário que foi viciado em crack. “Tenho crack e um cachimbo usado no bolso da frente. Não sei como me livrar deles. (…) Engolindo? Talvez. E o cachimbo?”, ele relata em Portrait of an Addict as a Young Man, sobre a noite em que pensou estar sendo vigiado num hotel. Clegg perdeu autores best-seller, como Nicole Krauss, devido ao vício. Boa parte deles voltou quando o agente se livrou da droga. Leia em http://bit.ly/nymag1.

SEMINÁRIO
Estudos sobre o Brasil

A Brazilian Studies Association (Brasa), instituição nos EUA que apoia estudos sobre o Brasil, com destaque para literatura, sediará sua 10.ª Conferência Internacional em Brasília, em celebração aos 50 anos da capital. As palestras, de 22 a 24/7, incluem discussões sobre autores como Dalton Trevisan e Chico Buarque. A programação prévia entrou há pouco no site www.brasa.org.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: