A Babel de 19/6


Abaixo, a coluna de ontem do Sabático. Preciso dizer que foi mais caótico apurar com jogo do Brasil em meio de semana do que costuma ser com feriado…

Antes, para constar: além do Sabático regular ontem circulou o Sabático Especial Saramago, com reportagem de abertura do Toninho (cujas ótimas teorias sobre a obra do autor ficam para uma próxima); entrevista com o Harold Bloom, que o Bira conseguiu na sexta-feira mesmo; texto do Leonardo Boff sobre o ateísmo do (e um encontro com) Saramago; análise do Zanin sobre as adaptações para o cinema;  explicação da Lilia M. Schwarcz para a dialética do coco e texto meu sobre o caminho aberto pelo Memorial do Convento para as novas gerações em Portugal.

***

BABEL

Raquel Cozer – raquel.cozer@grupoestado.com.br – O Estado de S.Paulo

Obra holandesa de referência para as artes ganha tradução na íntegra

O clássico O Outono da Idade Média, de Johan Huizinga (1872-1945), terá em outubro sua primeira edição na íntegra em português, com tradução direta do holandês. A obra, de 1919, vem sendo trabalhada há seis anos pela Cosac Naify. A primeira tentativa de versão não deu certo, e só depois disso a editora localizou a tradutora Francis Janssen, filha de holandeses. “Huizinga misturava holandês antigo e moderno, então é difícil entender as nuances”, diz o editor Milton Ohata, que teve colaboração dos historiadores Evaldo Cabral de Melo e Tereza Aline de Queiroz nas leituras do texto. O livro, sobre a arte medieval, destaca-se por abordar a Idade Média como uma era completa em si, e não transitória entre a Antiguidade e o Renascimento. A edição brasileira baseia-se na holandesa de 1997, que restabeleceu o texto original e está fora de catálogo. A maioria das 20 traduções existentes, inclusive a de Portugal, foi feita a partir da versão abreviada inglesa.

EVENTO
Festa no Recife
A 2.ª FreePorto, festa literária criada no Recife como resposta à “prima rica” pernambucana Fliporto, aposta no nonsense para a edição que vai de 3 a 5/12. Após anunciar o Ano da Bulgária no Brasil e o Prêmio Nacional Pierre Menard de Cover Literário, ao qual concorrem os textos “menos originais possíveis”, o evento inicia em julho um jogo interativo que convidará leitores a desvendar um mistério relacionado ao tema do encontro, o conto O Casamento da Raposa.

*

Entre os autores já confirmados para o evento estão Mario Prata, Antonio Prata, Nicolas Behr e Ronaldo Correia de Brito.

CINEMA
Policial rumo às telas
Ninguém se Move, policial de Denis Johnson que sai este mês pela Companhia das Letras, está sendo produzido para o cinema numa parceria entre a empresa brasileira RT Features, de Rodrigo Teixeira, e a produtora independente norte-americana This Is That, responsável por filmes como 21 Gramas (2003) e Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004).

AULAS
Capital em livro e vídeo
Um dos maiores especialistas do mundo em Karl Marx, o antropólogo David Harvey lançou há pouco o livro A Companion to Marx”s Capital, cujos direitos acabam de ser comprados pela Boitempo. A obra é uma compilação das aulas sobre o volume 1 de O Capital, que Harvey ministrou por 40 anos na City University de Nova York – e que, em 2008, já haviam ganhado versão em 13 vídeos, disponibilizados em davidharvey.org.

ORIGINAIS
Indiscrições na rede 1
Um autoidentificado “agente literário rabugento” criou um blog para destacar mensagens embaraçosas recebidas de autores inéditos. Fica em slushpilehell.tumblr.com (algo como “inferno de pilha de originais”) e inclui tentativas como “Olá. Você é um agente visionário que quer levar o estagnado mercado de ficção a novos patamares?”. A descrição do blog diz: “Relaxem, autores. SlushPile Hell nunca vai zombar de conceitos de livros nem transcrever amostras. Estes são só trechos isolados que vocês têm que admitir que são… Ah, não importa, vocês vão ficar chateados de qualquer jeito.”

BLOG
Indiscrições na rede 2
Em encontro com blogueiros na quarta-feira, em São Paulo, para divulgar e reunir opiniões sobre o blogdacompanhia.com.br, o editor Luiz Schwarcz ouviu a sugestão de que a página passasse a incluir textos de editores e autores com bastidores da criação de livros. “É preciso cuidado para não ferir a ética”, comentou, “mas já avisei a Maria Emilia (Bender, editora) de que ainda escrevo um post chamado Sexo, Drogas e Originais”.

*

Blogueiro de primeira viagem, Schwarcz tem feito sucesso com textos como aquele em que conta como levou Rubem Fonseca para a Companhia. Chegou a tentar escrever um sobre como a editora deixou de comprar os direitos de Harry Potter, mas notou que não poderia fazer isso sem “ferir a ética”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: