A coluna da semana


[Publicada no Sabático de 20/11]

BABEL

Raquel Cozer, raquel.cozer@grupoestado.com.br – O Estado de S.Paulo

ENCONTRO
Livraria da Vila terá festival sobre águas do Rio Negro
Loja oficial de eventos como Flip e Festival da Mantiqueira, a Livraria da Vila resolveu inventar festival próprio, um tanto fora do padrão, para 2011. Trata-se do Navegar É Preciso, que acontecerá de 8 a 13 de maio sobre as águas do Rio Negro, no Amazonas. Um navio abrigará autores e artistas nacionais em encontros sobre literatura e educação. Já estão confirmados Laurentino Gomes, Mary Del Priore, Cristovão Tezza, Milton Hatoum, Ilan Brenman e o grupo Mawaca. A programação inclui atividades fora do barco, como pesca, trilhas e visita a biblioteca do projeto Vagalume numa comunidade. “Quis juntar a ideia da livraria como ponto de encontro com projeto de sustentabilidade e turismo. Nunca fiz esse passeio, achei que seria ótimo fazê-lo com pessoas que gostam de cultura”, diz Samuel Seibel, dono da livraria. Interessados podem guardar grana desde já: com uma noite em hotel e quatro no cruzeiro Iberostar Gran Amazon, o passeio custará de R$ 4.525 a R$ 7.655, sem aéreo. Informações: http://www.auroraeco.com.br e (0-11) 3086-1731.

ENSAIOS
Anseios de Leminski

Em março de 2011, a Editora da Unicamp vai colocar nas livrarias a reedição de Ensaios e Anseios Crípticos, de Paulo Leminski, com mais de 50 textos curtos sobre assuntos variados, como Euclides da Cunha, rock e haicai. Os ensaios foram publicados originalmente em dois volumes pela curitibana Criar Edições. O primeiro, de 1986, com noções teóricas, está esgotado. O outro, de 2001, ainda em catálogo, contém análises de autores que o poeta admirava.

INFANTIL
A quatro mãos

Dois dos autores de quadrinhos brasileiros de maior prestígio no País, Ziraldo e Mauricio de Sousa, almoçaram juntos na terça em São Paulo para bater o martelo de um projeto editorial. Lançarão, na Bienal do Rio de 2011, dois infantis pela Melhoramentos. Detalhes ainda são segredo, mas a tiragem inicial está definida: 100 mil cópias.

LIVRARIA 1
Venda consciente

Sem interesse em faturar com as vendas de Decision Points – autobiografia de George W. Bush, lançada com 1,8 milhão de cópias nos EUA -, mas também disposta a atender qualquer eventual fã do ex-presidente, a livraria independente Green Apple, de São Francisco, achou uma solução: doar 100% dos lucros com o título a um hospital local.

*

Não foi a primeira vez que a loja tomou posição política. Em 2009, deu a uma ONG do Alasca o faturamento com Going Rogue, de Sarah Palin. “Vendemos 10 ou 12 cópias. Foram 8 ou 10 a mais do que teríamos vendido (sem o anúncio da doação)”, disse Kevin Ryan, dono da livraria, ao SFWeekly. Da obra de Bush, que já vendeu 775 mil cópias, a Green Apple estocou só 12 unidades.

LIVRARIA 2
As melhores do mundo

A City Lights Bookstore (foto), também em São Francisco, é a melhor livraria do mundo segundo o recém-lançado Lonely Planet”s Best in Travel 2011: “Tendo sido ponto de encontro de ícones literários americanos, dos autores beat em diante, como Jack Kerouac e Allen Ginsberg, ainda é central para a vibrante cena cultural da cidade.”

*

Completam a lista do guia, na ordem:

2º) El Ateneo (Buenos Aires)

3º) Lello (Porto)

4º) Shakespeare & Company (Paris)

5º) Daunt Books (Londres)

6º) Another Country (Berlim)

7º) The Bookworm (Pequim)

8º) Selexyz Dominicanen (Maastricht)

9º) Bookàbar (Roma)

10º) Atlantis (Santorini, na Grécia)

LEILÃO
Os livros de Cyro Pimentel

Interessados no leilão de itens do acervo pessoal do poeta Cyro Pimentel, que ocorre no próximo sábado, conforme noticiado pela coluna na semana passada, podem contatar o leiloeiro José Luiz Garaldi pelos telefones (0–11) 3257-4362 e 3283-3635 ou pelo e-mail livrariasereia@uol.com.br.

Anúncios

5 Respostas

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Raquel Cozer and Raquel Cozer, CBriquet. CBriquet said: RT @raqcozer: Na Babel: festival literário no Rio Negro, melhores livrarias do mundo para a Lonely Planet e mais http://migre.me/2pbN2 # … […]

  2. A Ateneo pode até ser bonita, mas é péssima. Uma Saraivona argentina. Boa em Buenos Aires é a Hernández.

  3. […] eu já postei tanta galeria aqui de fotos gringas (tipo essas, de bares-bibliotecas, e essa seleção do Lonely Planet), mas nunca tentei reunir nada das […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: