Clássicos literários do rock

Taí uma ideia genial para um blog: o Classic Rocks fala sobre músicas inspiradas por (ou que aludem a) livros, escritores ou personagens literários.

Cheguei até ele faz um mês, quando o Salinger morreu e rendeu dois posts com todas os músicos ou as bandas que já o citaram de alguma maneira, tipo Guns e Cure, e me lembrei de indicar só agora. Como o texto mais recente trata de Sheryl Crow, algo nada recomendado para convencer alguém de alguma coisa, escolhi de modo aleatório (ok, tentei Bob Dylan, não achei e peguei Beatles) um post para linkar ali na primeira linha.

A música  em questão é I’m the Walrus, e o poema que a inspirou, The Walrus and the Carpenter, do Lewis Carroll, mas o que eu não sabia era disso aqui, que John Lennon disse na entrevista de 1980 à revista Playboy:

Nunca me ocorreu que Lewis Carroll estivesse comentando sobre o sistema capitalista e social. Não cheguei a esse nível de detalhe avaliando o que ele de fato queria dizer, como as pessoas estão fazendo com as músicas dos Beatles. Depois, quando voltei e olhei para o texto, me dei conta de que a morsa era a vilã da história, e o carpinteiro, o cara bom. Pensei: “Merda, peguei o cara errado. Devia ter dito: ‘Eu sou o carpinteiro'”. Mas não teria sido o mesmo, teria?

.

.

Pra quem gosta de ler as entrelinhas, o poema que inspirou a música tá aqui.

Anúncios